Café com Lojistas na FBV será comandado por Augusto Rocha, da Pmweb

O especialista em marketing de dados e sales partner da Pmweb, Augusto Rocha, será o palestrante da edição especial do Café com Lojistas na próxima Feira Brasileira do Varejo. O encontro exclusivo e gratuito para associados ao Sindilojas Porto Alegre na 6ª edição da FBV acontecerá no segundo dia de Feira, dia 29 de maio, a partir das 9h. Inscreva-se aqui!

Rocha destacou em entrevista para a revista Conexão Varejo a necessidade de o varejo olhar para a tecnologia de forma amigável e, especialmente, usar as informações que o cliente deixa registradas a cada contato ou transação para ter resultados melhores e com menos investimento. Confira suas dicas sobre marketing de dados:

O que é marketing de dados?

É a comunicação que usa as informações emitidas pelo consumidor para entregar uma comunicação personalizada. Se antes as propagandas eram de massa, na TV ou rádio, hoje, o acesso aos dados permite ter mais objetividade. Na loja, registrar quando o cliente visitou, o que comprou e com que frequência ajuda a entender o seu comportamento. No site, o que visualizou, quantas vezes acessou, o tempo de permanência.

Existe hoje marketing de sucesso que não considere o uso de dados?

Sim, como o marketing com influenciadores ou na TV. Mas quem compreende o uso de dados consegue resultados muito mais eficazes com menos custo. A Amazon, por exemplo, se comunica a partir dos dados e tem um dos maiores valores de mercado do mundo. Já a gaúcha Bibi foi premiada em 2017 como melhor estratégia de dados do mundo porque trocou a comunicação de massa por canais diretos, como o e-mail marketing.

É possível adotar o marketing voltado a dados sem um grande investimento?

Poder financeiro faz diferença, mas o que tem que mudar é o modelo mental, simplificando e conversando com o público a partir do seu histórico e preferências. O uso de dados revoluciona o marketing direto, pois o torna mais efetivo e acaba com impeditivos de custo. Se antes mandar um catálogo para casa era caro, hoje existe o WhatsApp, mas só será relevante se for a mensagem certa.

Quais mudanças ligadas à tecnologia o varejista não pode ignorar?

Com certeza é a capacidade de conectar dados para entender o cliente no online e no offline para saber, por exemplo, quando ele comprou na loja física porque foi impactado por um anúncio no e-mail e vice-versa. Isso ajuda a saber o que funciona para cada marca. Além disso, as pessoas não separam o digital e o físico, mas as empresas sim. O desafio é mudar as políticas internas para colocar o cliente no centro, pois isso gera relações que ultrapassam o lado comercial.

“O lojista precisa ter capacidade de extrair e manusear os dados em plataformas de tecnologia. Como a assertividade de um conta-gotas com o volume de um oceano.”

Quais erros mais impactam no pequeno e médio lojista?

Entregar soluções pré-prontas, que não servem para todos os negócios, como o remarketing, que são aqueles anúncios que perseguem o internauta depois que ele acessa alguma oferta. É como tentar vender uma TV para quem acabou de comprar uma TV. Não funciona! A solução começa por aprender sobre marketing digital, pois tem muita coisa na internet, se relacionar com os clientes por novos meios e apostar em ferramentas simples que fazem a diferença, como anúncios em redes sociais por perímetro e o próprio domínio do Excel, que é o melhor amigo de quem trabalha com dados.

Café com Lojistas na 6ª edição da FBV

O Café com Lojistas na 6ª edição da FBV será comandado por Augusto Rocha. Ele vai palestrar no dia 29 de maio, às 9h, no Centro de Eventos FIERGS (Av. Assis Brasil, 8787, Sarandi), exclusivamente para os associados ao Sindilojas Porto Alegre. Inscreva-se gratuitamente e participe!

Voltar